Onde as palavras só serão lidas por quem as quiser absorver...

sexta-feira, 17 de julho de 2009

My little star

Quantas vezes me confundiste, meu bem, com uma estrela brilhante que iria sempre olhar por ti.

Quantas vezes, meu bem, disse-mos em vão “para sempre”.

Quantas vezes, meu bem, me enganei a mim própria acreditando nisso…

Oh! quantas vezes em vão acreditei em tanta coisa.

Pensei que choraria quando dissesse adeus. Contudo nem esforçando conseguiria semear lágrimas… Os meus olhos mantêm-se secos, porém na minha boca o sorriso também desfalece.

As coisas mudaram, já não sou eu que queres ver brilhar, já tão pouco me importo se brilho ou não para ti.

Hoje penso-me na tua vida como ela na minha, contudo tens sorte de eu não ter a força que ela tem. Agora percebo-a… por muito que te tenha amado (tal como ela me amou, eu sei) as coisas mudaram e já não há espaço para voltar atrás. Por outro lado não creio em ti a força que em mim vejo, e sinto que em breve deixarás de lutar.

No futuro ver-te-ei sorrir sem mim, ver-me-ás sorrir sem ti, vê-la-ei sorrir sem mim também. No futuro farás apenas parte do passado…

E de repente, quando já começa a custar dizer adeus… toca o telefone, tens pontaria hein?! ;)

4 comentários:

Moon Girl disse...

Passa pelo meu :D

Bjs ^^

Ninii disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ninii disse...

Bem, tu mesma o disseste, não eu. O que tivemos foi o que me manteve aqui, e tu sabes isso. Fui estúpida ao achar que não me magoarias, agora acabou. O ngraçado é que não há muito tempo atrás eu não me importaria se me fizesses sofrer... Bem, mudei.

Ninii disse...

Já agora, já mo tiraste, até isso me tiraste pois o que me atormenta não é o futuro, nem sequer o presente. São as dúvidas que lançaste sobre o passado