Onde as palavras só serão lidas por quem as quiser absorver...

sábado, 9 de maio de 2009

Mais um sonho!

Mais uma vez invades os meus sonhos sem pedir licença… Começas por me fazer sorrir e acreditar, dás-me esperanças vãs e (como sempre) eu sorrio com a tua presença, ainda acredito, ainda tenho esperança…
O sonho vai passando e eu começo a acreditar que não vai ser como os outros e eu vou acordar a sorrir… Acredito com todas as forças e quando estas atingem o auge tu somes, desapareces, evaporas…
Aparece ela!
Eu grito por ti, procuro-te com todas as forças que me restam enquanto ela fica sentada à espera que eu me canse de te procurar… Grito o teu nome vezes sem conta, até perder a voz, mas tu não vens, não há mínimo sinal de ti… Ela continua sentada à minha espera e eu começo a não ter forças… Já não te consigo ver e no meu pensamento a tua imagem começa a desvanecer…
As forças somem-se, desaparecem, evaporam… O ar começa a faltar, o coração não quer continuar a bater, o meu corpo começa a rejeitar a existência do ser…
Ela dá-me a mão e pergunta se pode ficar a meu lado… Eu não tenho sequer forças para lhe responder…
E é ao longe que te vejo dizeres adeus, dizeres que fraquejei… ainda tento gritar por ti, mas não tenho forças e a voz parece não sair, todas as forças que tinha já não as tenho mais.
Ela continua com a mão agarrada à minha, mesmo sabendo que não tenho forças!
O sonho acaba assim… eu fico a olhar-te eternamente, vendo-te ir embora vezes sem conta, sem forças para gritar ou correr até ti… e acreditando que se tivesse essa força necessária para te alcançar tu voltarias a sumir, desaparecer, evaporar…

Não tenho força sequer para acordar…
O ar parece escapar-me, o coração já não o sinto mais no peito, a existência é inútil…

Mas tu precisas de mim, não é amor?
É por isso que estou aqui…

2 comentários:

Ninii* disse...

Sabes bem que quero fazer mais do que posso (sabes que odeio não fazer nada...) mas digo-te algo que talvez não saibas ainda: Eu não quero que a esqueças! A simples ideia me repugna, me enoja e me dá vontade de gritar! Odeio os silêncios depois do nome dela, odeio as esquivas que todos tentam fazer na tua presença e odeio a apatia que tenho de fazer transparecer com tudo isto!
Fica portanto a saber que tentarei estar a teu lado enquanto me quiseres e que nunca, nunca mesmo!, a tentarei suprimir! Quero que consigas falar comigo, quero que sorrias ao falar dela! Não quero um dia ter de proibir a Carolina Sofia de dizer o nome dela à tua frente... (A minha sobrinha vai ser mimada =P)

Ninii* disse...

(E se o "precisas de mim" é para mim, não, não preciso! =C Amuei!)
xD
Amo-te mana!