Onde as palavras só serão lidas por quem as quiser absorver...

domingo, 22 de fevereiro de 2009

Dois dias...

Deste-me dois dias mais e eu agarrei-me a eles com muita força, mais força do que pensava ter. Disseste que teríamos mais dois dias e eu precisava de cada segundo deles…
Não te disse adeus porque tínhamos mais dois dias e adormeci a chorar por me tirarem esses dois dias… Não podes fazer assim tanta falta que não suporte a dor da tua ausência por quatro dias, mas tinhas-me dado dois dias mais e agora já não os tenho… Se calhar nem custaria tanto se não me tivesses dado esses dois dias para depois mos tirares sem dó nem piedade… Eu já os tinha como meus, ansiei por cada segundo que não veio… E agora estou aqui, sozinha quando deveria estar a desfrutar dos meus dois dias, sentada na minha cama quando deveria estar aconchegada no teu colo, perdida na noite porque já não me encontro sem ti…
Porque te amo com todas as forças que me restam?
Não preciso de nada mais, preciso da tua mão junto à minha mas não a tenho, a tua voz no meu ouvido pois já nada mais me acalma… A tua ausência corrói-me por dentro e só a certeza da tua presença me mantém presa a uma existência que renego a cada renascer… És às vezes a única que me prende e me fez acordar em cada alvorecer, mana…

5 comentários:

jorge@ntunes disse...

tambem gosto do que escreves :)

Ninii* disse...

Hei também te amo mana! =X
Estou aqui agora e não me vou embora, não, nunca mais! Não o suportaria(mos)...

(Odeio o Apolo quando está atrás de uma máquina fotográfica, já agora.)

Angela Guedes disse...

Olá!!!
Tem um selinho pra ti no meu blog.
Um grande abraço.
Angela

Ninii* disse...

Amo-te mana! (É tão mais fácil escrevê-lo do que dizê-lo...)
@@

Ninii* disse...

Amo-te mana! (É tão mais fácil escrevê-lo do que dizê-lo...)
@@