Onde as palavras só serão lidas por quem as quiser absorver...

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

...e não tivesse amor, nada seria.

Quis esquecer-te e tirar-te da minha vida, com todas as minhas forças lutei para ignorar o amor que me corroía por dentro… Com todas as minhas forças disse que te tinha esquecido e esqueci, esqueci que um dia não eras ninguém e que hoje és quem mais me importa. Esqueci que um dia foste um simples e mero colega, alguém que se sentava no outro lado da sala e que eu às vezes ouvia a voz, esqueci quem eras para não conseguir esquecer quem és.
Nem quero…
És tão importante na minha vida que nem penso esquecer-te, nem tento…
“Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o címbalo que retine.
E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
E ainda que distribuísse todos os meus bens para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não se vangloria, não se ensoberbece, não se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal; não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
O amor jamais acaba; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá; porque, em parte conhecemos, e em parte profetizamos; mas, quando vier o que é perfeito, então o que é em parte será aniquilado. Quando eu era menino, pensava como menino; mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.
Porque agora vemos como por espelho, em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei plenamente, como também sou plenamente conhecido.
Agora, pois, permanecem a fé, a esperança, o amor, estes três; mas o maior destes é o amor.” (coríntios 13)

Eu amo-te, com todas as definições possíveis de amor, mas apenas quero o teu sorriso e o maior amor que me podes dar… A nossa amizade! <3

4 comentários:

Kiko disse...

Keria estar na pele desse teu Mundo... Ele deve ser um rapaz mesmo especial para ti minha ninah!
Continuas a eskrever maravilhosamente LY

Gervas disse...

magnifico.

a dona alice aprova....

Moon Girl disse...

Aquela professora de Português caiu-nos do céu e com uma definição de amor --'

O amor é um sentimento tão lindo q poucos conseguem sentir e falar sobre ele ...

Adorote

Anónimo disse...

Ta linda de morrer esta publicação. E a de cima também, resumindo e concluindo estão todas e não preciso de dizer mais nada porque tu ja sabes o que eu diria. bjinhos, apolo
AMO-TE <3