Onde as palavras só serão lidas por quem as quiser absorver...

sábado, 27 de dezembro de 2008

Tempo & Espaço

Dei-te tempo.
Dei-te espaço.
Dei-te tudo aquilo que pediste.
Em vão… Tudo em vão! De nada me serviu. De nada nos serviu. A distância apenas cresceu, um abismo foi criado entre nós. E o tempo? E o espaço? Apenas te fez recuar e deixar o abismo crescer!
Agora já não corro, já nem te vejo ao longe como antes via. A distância é demasiada. Mesmo que corra não te conseguirei alcançar. Tu deixaste de olhar para trás. Já não te importa se corro na tua direcção ou na direcção contrária.
Eu também já não me importo, gastei todas as minhas forças, não aguento mais. Vou parar. Vou sentar-me no chão, à beira do meu lado do abismo. Vou apenas observar toda a distância que se criou. Como?
Vou recuperar forças, (não) sei onde as irei buscar, (mas) vou recupera-las.
Vou conseguir levantar-me e seguir em frente, para longe.

. Sei que estarão ao meu lado, sei que me ajudarão a levantar .
. Obrigada .

3 comentários:

Moon Girl disse...

Estarei sim, não te vou deixar :)

Adoro te @@

Gervas disse...

www.levapensamentos.blogspot.com
nunca serei a mais indicada mas quando for necessário estarei lá

Ninii* disse...

Sempre... Sabes qdo uma criancinha cai e a mana mais velha a levanta? Pois, é isso...